segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Como ser um lavado 2- A lei que foi abolida

Como ser um lavado 2- A lei que dizem que foi abolida
Por: Ronaldo Gomes

Ps. Alguma sfrases estão em branco devido a minha conexãos er lenta e na hora de salvar o blog posta assim, é só passar o mouse por cima, OK

Faça o seguinte teste: Entre em qualquer comunidade de debates religiosos e diga que a lei não foi abolida. Em menos de cinco minutos você vai ser alvejado por uma série de versículos bíblicos.  A primeira coisa que você vai perceber  é que são todos de Paulo. Faça o teste. Eu duvido alguém dizer que viu algum de Jesus, ou seja, o que Jesus falou de fato não importa, mas Paulo, "o maior dos apóstolos" disse, então é porque ele foi tão maior que foi maior até que seu mestre. Outra coisa que irá notar, é que os versículos são todos iguais. Porque hoje a gente vive na geração copia e cola. Eles copiam estudos que já são os mesmos passados e repassados por pastores protestantes, copiam e colam, como se você não conhecesse a bíblia, e não sabem nem o que estão postando ali.

Não vou entrar na questão Paulina, mas na verdade, como disse Pedro (2Pe 3,16), as epístolas de Paulo são mesmo de difícil entendimento e os ignorantes torcem ao bel prazer. Se o apóstolo disse em um versículo que a lei foi abolida, e em outro que não, uma pessoa sensata vai no mínimo estudar os dois versículos, texto e contexto par a ver se tem algo errado. Um lavado cerebral do sistema religioso não. Ele cita os que ele acha que diz isso e simplesmente ignora os outros. E é por isso que o cristianismo possui inúmeras denominações diferentes, porque eles ignoram mesmo os outros e não estão nem ai. Ah, o espírito santo me ensina! –dizem!  Mas mostram-se completamente incapazes de refutar os versículos que discordam com que dizem e de analisar os versículos que eles mesmos postam.

O objetivo deste estudo não é judaizar ninguém, nem querer impôr a lei de Moisés aos gentios, até porque existem leis e leis, cada uma definida de acordo com as alianças que Deus fez. Posteriormente vou fazer um estudo sobre isso e mostrar a diferenciação de leis, as que são destinadas apenas aos judeus e aos gentios. No momento vou me ater aos versículos que dizem que a lei foi abolida. Nestes versículos, eles ignoram tradução e contexto. Como eu digo sempre, hoje em dia, qualquer um compra uma ferreira de Almeida e se considera um ungido e pronto. A bíblia caiu de fax do céu, do jeito que ele comprou na loja. Ele não sabe que ela passou por quatro idiomas diferentes e mais de 5 mil anos até chegar do jeito que ele comprou. Não sabe que mesmo as ferreiras de Almeida diferem em suas traduções e algumas mantém erros por serem tendenciosas mesmo. 

Repetindo, posteriormente farei um estudo sobre a lei, antes que as pessoas saiam querendo fazer tudo ou se tornarem judeus. Primeiro vou analisar os versículo que sempre jogam nos debates sem nem mesmo saber  o que estão postando. Deus deu toda uma lei para seu povo servi-lo em santidade, mas na cabeça de muitos é só acreditar e pronto, ou seja, vamos servir á Deus de qualquer jeito mesmo seguindo só o que eu acho que convém.

A palavra pecado, é literalmente transgressão da lei. É que nem crime em português. Se você comete um crime, você esta transgredindo o código penal. Se você comete um pecado, esta transgredido a lei de Deus.  A própria bíblia diz isso:

Toda a iniqüidade (transgressão da lei) é pecado, e há pecado que não é para morte.1 João 5:17

Qualquer que comete pecado, tambémhttp://cdncache1-a.akamaihd.net/items/it/img/arrow-10x10.png comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade. 1 João 3:4 

Porque a lei opera a ira. Porque onde não há lei também não há transgressão. Romanos 4:15

Cristo é o cordeiro que tira os pecados do mundo, mas se  ele tirou a lei, então não existe mais pecado para ser tirado!

O FIM DA LEI É CRISTO Rm 10,4

Esse é campeão!  Faça o teste e o verá como inicial em debates. Em uma página no face recentemente, um seguidor de Jesus sem igrejas, disse ao debatedor ofendendo: Vamos Judeu, refute isso! – Como se Jesus não tivesse sido judeu e os apóstolos! Eles são engraçados! O versículo de Romanos utiliza, onde esta escirto FIM,  a mesma palavra que aparece na primeira  epístola de Pedro:

“Alcançando O FIM da vossa fé, a salvação das vossas almas” 1 pedro 1,9

Olha que interessante, então se eu perder a fé, se ela chegar no fim eu vou ter a salvação de minha alma!!! Não é estranho! Kkkk O que acontece ai, é que a palavra que é traduzida como FIM é telos em grego, que significa não simplesmente fim, mas no contexto em que estão ela significa FINALIDADE. (Obejetivo). Vamos ver como fica agora o texto de Pedro:

“Alcançando A FINALIDADE da vossa fé, a salvação das vossas almas” 1 pedro 1,9

Finalidade, objetivo! O Objetivo da fé é a salvação das almas! Não é bem mais coerente? Agora vamos ver o de Romanos:

A FINALIDADE da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê” Rm 10,4

Além de muito mais coerente, harmoniza com que o mesmo Paulo disse:A lei me serviu de Aio (tutor) para me conduzir a Cristo”. A lei, segundo Paulo, foi um tutor, instrutor para chegar ao messias, ou seja, seu objetivo/finalidade era o messias.



Até uma criança entende isso, mas para um lavado do sistema religioso não importa nem o que o apostolo preferido deles disse, é o fim e pronto e ainda vão utilizar esse mesmo versículo mal traduzido umas mil vezes. Façam o teste! Sou capaz até de apostar! A bíblia de Jerusalém, já corrigiu essa má tradução e na sua versão traz exatamente como esta ai. Algumas ferreiras de Almeida já corrigiram, mas a maioria ainda traz o fim da lei.


“O VELHO TESTAMENTO QUE FOI POR CRISTO ABOLIDO” 1 Corintios 3,14

Esse versículo até “teólogos” já me citaram em debates. Eles não lêem o contesto do capítulo e isolam este versículo. Outro mal que eu acho que os cristãos cometem, é não lerem o velho testamento. Eles acham que os apóstolos iam escrevendo tudo de cabeça, como se eles não se baseassem  na escritura. É o caso desse versículo. Ah, Paulo foi escrevendo de um véu e disse que Cristo aboliu o antigo testamento ! kkkk

Moisés, quando subia o monte para falar com o Eterno, cada vez que subia, seu rosto se enchia de brilho, da glória de Deus. Um brilho muito forte ficava em sua face, mesmo brilho que Jerônimo traduziu como chifres nas vulgata latina, fazendo com que Michelângelo colocasse dois chifres na cabeça de Moisés. O brilho em sua face, não podia ser visto pelos Israelitas pois eles achavam que se eles vissem eles morreriam. Então Moisés colocava um véu sobre seu rosto para que eles não vissem o brilho. Até aqui acho que não precisa ser um gênio para entender.



E aconteceu que, descendo Moisés do monte Sinai trazia as duas tábuas do testemunho em suas mãos, sim, quando desceu do monte, Moisés não sabia que a pele do seu rosto resplandecia, depois que falara com ele.
Olhando, pois, Arão e todos os filhos de Israel para Moisés, eis que a pele do seu rosto resplandecia; por isso temeram chegar-se a ele.
Então Moisés os chamou, e Arão e todos os príncipes da congregação tornaram-se a ele; e Moisés lhes falou.
Depois chegaram também todos os filhos de Israel; e ele lhes ordenou tudo o que o Senhor falara com ele no monte Sinai.
Assim que Moisés acabou de falar com eles, pôs um véu sobre o seu rosto.
Porém, entrando Moisés perante o Senhor, para falar com ele, tirava o véu até sair; e, saindo, falava com os filhos de Israel o que lhe era ordenado.
Assim, pois, viam os filhos de Israel o rosto de Moisés, e que resplandecia a pele do seu rosto; e tornava Moisés a pôr o véu sobre o seu rosto, até entrar para falar com ele.


Êxodo 34:29-35

Esse é o véu que Moisés colocava em sua face. Paulo, explicando o porque os Judeus não haviam aceito Jesus como messias, faz uma analogia desta passagem, que ele, como judeu conhecia. Paulo diz que Jesus é a glória de Deus, a imagem visível. E que os judeus não podiam ver a glória de Deus (Cristo) da mesma forma que eles não puderam ver a glória de Deus (brilho) no rosto de Moisés. Que um véu estava sobre o coração deles, da mesma forma que um véu estava sobre o rosto de Moisés. E quando eles se converterem , então o véu seria por Cristo abolido. Veja bem, o véu seria abolido no texto, não o velho testamento:

E não somos como Moisés, que punha um véu sobre a sua face, para que os filhos de Israel não olhassem firmemente para o fim daquilo que era transitório.(O brilho era transitório)
Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, ;
o qual foi por Cristo abolido
E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está p
osto sobre o coração deles.
Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará.

2 Coríntios 3:13-16

Perceberam que quando lemos todo o contexto vemos claramente que é o véu que seria abolida e não o velho testamento ou a lei? Mas mesmo assim ainda irão postar esse versículo isolado umas 500 vezes ou para sempre, pode apostar!


“CRISTO NOS RESGATOU DA MALDIÇÂO DA LEI” Gl 3:13

Se eu digo que tem uma praga de insetos no supermercado, você pensaria que eu estou chamando o supermercado de praga? Ai eu digo assim, eu chamei um dedetizador e ele nos resgatou da praga do mercado. Estou mesmo dizendo que o mercado é uma praga? Ou estou dizendo que tinha uma praga nele? Pois é, é o mesmo que acontece nesse versículo. Eles lêem maldição da lei e entendem que a lei é uma maldição. Engraçado que nunca vi nenhum personagem da bíblia ser maldito por cumprir a lei, nem Moisés, nem Daniel, Nem Cristo etc....Como se Deus ficasse o tempo todo exortando seu povo a serem malditos. Olha, cumpra minha lei para serem malditos! Kkkk  Como eu digo, a lavagem cerebral que o sistema religoso faz impede as pessoas de pensarem!

No texto, não isolando um versículo, Paulo fala da “maldição da lei”

Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.
Gálatas 3:10

Isso esta escrito em deuteronômio 27,26, Maldito todo aquele que não mantém as palavras de lei e não as põe em prática! Olha que interessante, Deus diz que é maldito quem não pratcia a lei, e não quem prática. Perceberam a diferença? Deus não disse que quem segue a lei é maldito, mas quem não segue a lei é maldito! E mesmo estando exatamente assim em Gálatas, eles entendem que seguir a lei é uma maldição terrível! Por incrível que pareça. Mas vamos continuar analisando o que Paulo esta dizendo aqui:

Quando Deus deu a lei ao seu povo, ele determinou que eles cumprissem a lei, é óbvio! E como o povo era rebelde e duro de coração, Deus os ameaçou com uma maldição, caso não cumprissem a lei. No capítulo seguinte, deuteronômio 28, Deus prescreveu uma lista enorme de coisas que aconteceriam caso eles não seguissem a lei, e de fato, vemos na história que o povo judeu sofreu todas aquelas maldições, inclusive as mais cruéis. Isso aconteceu mais de uma vez, e é o que Paulo chama de maldição da lei. Se os judeus se convertessem a Cristo, segundo Paulo, eles já não seriam mais castigados caso violassem a lei, pois Jesus seria um advogado entre Deus e os homens. Na lei esta escrito:

Quando também em alguém houver pecado, digno do juízo de morte, e for morto, e o pendurares num madeiro, O seu cadáver não permanecerá no madeiro, mas certamente o enterrarás no mesmo dia; porquanto o pendurado é maldito de Deus; assim não contaminarás a tua terra, que o Senhor teu Deus te dá em herança. Deuteronômio 21:22,23

Isso é a maldição da lei. O próprio Paulo disse que o salário do pecado é a morte. Na lei dizia que se alguém cometesse um pecado grave, esse alguém deveria ser pendurado num madeiro, pois era digno de morte e maldito. Paulo diz que Cristo se fez maldição por nós, pois morrendo no madeiro se tornou maldito por nós, isto é, eliminando essa maldição de morte quando alguém comete um pecado.

Cada vez que o povo pecava no velho testamento,  Deus exigia um animal em sacrificio. Deus não comia aquele animal e esse ritual não era como os dos povos pagãos.  Era meramente simbólico. Vamos ver que interessante!

Se você pecasse, pela lei deveria ser morto! Puxa, eu pequei, agora vou morrer! O salário do pecado é a morte. Então você oferecia um animal em sacrifício, e Deus aceitava como forma de perdão, isto é, em vez de morrer você, morreria o animal. E cada vez que o pecador fazia isso, olhava aquele animal e pensava: “Puxa, era eu que era para ter morrido!” Era isso que simbolizava o sacrificio. Quando Jesus se fez sacrifício, foi a mesma coisa. Os cristãos olham e dizem, ele morreu no meu lugar. Fui eu quem pequei e em vez de eu morrer como dizia e lei, ele morreu no meu lugar, se oferecendo em sacrifício expiatório.

Após a queda de Jerusalém, de fato cessaram os sacrifícios e holocaustos, pois os judeus foram dispersos e o templo destruído. Portanto, era isso que Paulo dizia, que Cristo nos resgatou da maldição (ser morto num madeiro) da lei quando se fez maldito por nós , não que ele aboliu a lei, mas que ele fez uma nova aliança, onde não há mais a necessidade de se oferecer animais em sacrifícios e onde o pecador não é mais morto pelo seu pecado, mas tem uma chance de perdão. Isso que Paulo esta dizendo que eles entendem como se a lei fosse maldita!

Perceberam que quando a gente analisa e elimina os primeiros versículos que citam, não sobram muitos que dizem que a lei foi abolida? Em compensação sobram um monte no novo testamento que falam que a lei é boa e santa e esta em vigor:

"Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei. Rm 3,31

"Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado" Rm7

 Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de DeusRomanos 7:22

"E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos
Aquele que diz: Eu conheço-o, e ]não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade]" 1Jo 2,3-4

"E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos
Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade" 1Jo 2,3-4

 "Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados" Rm 2,13


“MUDANDO O SACERDÓCIO FAZ-SE MUDANÇA NA LEI”  hebreus

A epístola de Hebreus, não se sabe quem a escreveu, e apesar de ter capítulos inteiros que foram adições posterior, não vou me ater a autenticidade da carta em si, mas ao que postam, independente do que for original ou não, portanto vou apenas transcrever o que a bíblia Jerusalém comenta em seu rodapé no capítulo 7:

"pois é nele que se apóia a lei dada ao povo" outra tradução "A esse respeito o povo recebeu uma lei". Esta inserção, o versículo 12: "Mudando o sacerdócio necessariamente muda-se também a lei" e o parenteses do versículo 19: "De fato, a lei nada levou a perfeição" Poderia ter uma origem redacional: as três frases falam da lei e não de um mandamento especifico.

Toda a epístola faz uma exegese sobre o novo sacerdócio de Cristo, onde Cristo é superior a Moisés, mediador de uma nova aliança, e ao mesmo tempo sacerdote e Rei. Sacerdote Eterno segundo a ordem de Melquisedeque. O autor diz que mudando o sacerdócio faz-se mudança na lei. Mudar não é abolir, mas entendem isso! E o que é esta mudança de sacerdócio? Vamos ver!

estudo que sempre postam
O sacerdócio, serviço religioso da época dos hebreus, era realizado pelos levitas. O Eterno dividiu seu povo em doze tribos, cada uma de acordo com os filhos de Jacó. Quando eles chegaram na terra prometida, Deus dividiu a terra em onze partes, deixando os levitas de fora, separados para morarem em todas as outras terras dos onze, exercendo o serviço sacerdotal. Os levitas cuidavam da manutenção do templo e de serviços religiosos como oferecer os holocaustos pelos pecados. Os levitas também recebiam os dízimos das demais tribos, pois, como não herdaram terra, tinham que se alimentar. Com a queda do templo, acabou todas as leis que giravam em torno do templo, como os sacrifícios. Os dízimos também , pois eram alimentos entregues ao sacerdote levita. Note que o autor de hebreus não faz menção alguma ao templo. Portanto, sem o templo, o autor descreve um novo sacerdócio, o de Cristo.

Os levitas foram dispersos pela terra e hoje não se sabe se ainda resta alguém desta tribo. O pastor que esta lá recebendo dízimos com certeza não é. Mas enfim, na época do Antigo testamento, nós vemos que Deus já estava cheio de sacrifícios. O povo pecava, oferecia um sacrifício e pronto, tava tudo bem. Essa hipocrisia foi cansando um Deus que queria mais misericórdia que sacrifícios. Com a nova aliança e o novo sacerdócio,  os sacrifícios cessaram, e então o pecador para ser perdoado não teria mais que oferecer um animal em sacrifício, mas fazer o que o novo sacerdote mandou, Cristo: Esta em desavença com seu irmão, reconcilia-te! Quando orardes diga, perdoai nossas ofensas como perdoamos a quem nos ofendeu, e assim por diante! Cristo nos Deus uma ligação mais direta com Deus sem a necessidade de um sacerdote levita como intermediário, sendo ele mesmo, o único intermediário entre Deus e os homens. João chama Cristo de cordeiro de Deus, analogando o fim dos sacrifícios com bodes e cordeiros.



O CRISTÂO DEVE SEGUIR A LEI? QUAIS?

A palavra lei, como já disse em outros estudos significa literalmente instrução, por isso Paulo diz que pela lei vem o conhecimento do pecado, isto é, sem a lei a gente não sabe o que pode e não pode fazer. Para isso foi dada uma lei. É óbvio!  Mas existem leis e leis.

O povo hebreu, como viva em uma época primitiva, Deus deu uma lei para orientá-los, como disse Paulo, um tutor. Mas nem todas as leis são universais, isto é, para todos. Ironicamente citam mais as leis dos judeus e ignoram as universais. Na lei, por exemplo, Deus proíbe comer certos alimentos, como o porco, porque o porco até nos dias de hoje, é uma carne remosa e que transmite doenças. Hoje talvez nem tanto, porque muito porco é criado industrialmente e alimentado com ração apenas, mas na época antiga era um perigo comer carne de porco. O porco come onde faz as fezes. Sua carne é carregada de bactérias e vermes. Olha que Deus malvado esse, proibiu seu povo de comer uma carne que poderia  mata-los!

Então se uma pessoa come carne de porco, ela não vai arder em nenhum inferno por isso, ela só pode prejudicar sua saúde e acabar tomando remédios e mais remédios para se curar de um simples prazer, comer uma saborosa carne de porco. Este é o objetivo da lei, instruir o homem do que pode ou não pode fazer mal. A lei não garante nem condenação e nem salvação, mas são apenas instruções para o homem viver bem e melhor. Como eu costumo dizer, causa e efeito. Se você cometer um crime, vai para prisão independente de religião pois violou uma lei do código penal. O mesmo ocorre com a lei de Deus, se comer o que Deus proibiu, vai poder pegar uma doença e depois ficar gastando com remédios e pedindo pra Deus curar, como se ele já não tivesse advertido antes. Causa e efeito!

O gentio não é e nunca foi obrigado a seguir a lei dos judeus. Como já disse, Ciro rei da Pérsia ou Nabucodonossor, a prostituta Raabe etc.... acharam graça perante o Eterno sem cumprir nenhuma lei. O cristão, se for religioso, deve tentar seguir pelo menos as leis universais e ensinar aos outros como Jesus mandou (mt23,1). Mas antes deve saber o que é para ele e o que não é.

Deus fez inicialmente uma lei com Noé, e os Rabinos definiram as sete leis noéticas, isto é as leis que os gentios são obrigados a seguirem conforme atos 15. As leis de Noé são universais porque representam a aliança entre Deus e os homens, isto é Toda a humanidade.


Depois Deus fez uma aliança com Abraão. “De ti formarei uma nação” Se a aliança foi com os descendentes de Abraão, então não é para os gentios. A marca desta aliança é a circuncisão, os judeus, todos são obrigados a se circuncidarem. Um gentio não pode fazer isso. Se hoje alguns supostos “roshs” messiânicos estão pregando isso, eles estão indo contra as duas alianças. Os cristãos nunca impuseram a circuncisão aos gentios e os judeus menos ainda. O talmud condena qualquer judeu que faz isso Ok. Então esse que se diz Rosh não é judeu de verdade e não conhece nem sequer as tradições escritas dos Rabinos.

Depois Deus renovou sua aliança com os descendentes de Abraão através de Moisés, o legislador do povo hebreu. Moisés recebeu do Sinai o decálogo, isto é, os dez mandamentos, e depois através de um anjo como intermediário, toda a Torá, Lei. O símbolo desta aliança é o sábado. Se você não é descendente de Abraão e não saiu do Egito, esse mandamento não é para você. É claro que se um gentio quiser guardar um dia para dedicar ao Eterno uma vez por semana e for o sábado, não tem problema, mas não é uma obrigatoriedade. Apesar desta lei estar no decálogo, ela o selo da aliança, o dia em que Deus descansou segundo a tradição judaica, e que já era guardado antes mesmo de Moisés. O talmud chega a dizer que o gentio que guarda o sábado esta em pecado. Ou seja, não é universal.

Ah, mas esta no decálogo, alguns dizem. Mas o decálogo é repetido em êxodo 34 e diferente, sabe por que? Porque não existe exatamente um decálogo na escirutra, isso é definição humana, rabinica! Os judeus definem a lei em 613 mandamentos. Alguns teólogos acreditam que êxodo 20 na verdade foi uma inserção repetida de deuteronômio, supostamente pelos anciãos deuterônomistas ou talvez por Esdras durante a restauração do livro da lei. Então essa separação por decálogo de fato não existe na escritura senão não estaria diferente no capitulo posterior. Apesar de Moisés ter recebido as tábuas da lei ele também recebeu todos os outros mandamentos, portanrto  “decálogo” é uma mera separação das bíblias, não da escritura.

Não te farás deuses de fundição.
A festa dos pães ázimos guardarás; sete dias comerás pães ázimos, como te tenho ordenado, ao tempo apontado do mês de Abibe; porque no mês de Abibe saíste do Egito.
Tudo o que abre a madre meu é, até todo o teu gado, que seja macho, e que abre a madre de vacas e de ovelhas;
O burro, porém, que abrir a madre, resgatarás com um cordeiro; mas, se o não resgatares, cortar-lhe-ás a cabeça; todo o primogênito de teus filhos resgatarás. E ninguém aparecerá vazio diante de mim.
Seis dias trabalharás, mas ao sétimo dia descansarás: na aradura e na sega descansarás.
Também guardarás a festa das semanas, que é a festa das primícias da sega do trigo, e a festa da colheita no fim do ano.
Três vezes ao ano todos os homens aparecerão perante o Senhor DEUS, o Deus de Israel;
Porque eu lançarei fora as nações de diante de ti, e alargarei o teu território; ninguém cobiçará a tua terra, quando subires para aparecer três vezes no ano diante do Senhor teu Deus.
Não sacrificarás o sangue do meu sacrifício com pão levedado, nem o sacrifício da festa da páscoa ficará da noite para a manhã.
As primícias dos primeiros frutos da tua terra trarás à casa do Senhor teu Deus; não cozerás o cabrito no leite de sua mãe.
Disse mais o Senhor a Moisés: Escreve estas palavras; porque conforme ao teor destas palavras tenho feito aliança contigo e com Israel.


Êxodo 34:17-27

percebeu a diferença dos dez mandamentos de exôdo 20?

A base - 611-613 Mitzvot
Segundo a tradição rabínica e judaica os dez “mandamentos”, ou seja, as dez palavras são a base para todos os outros mandamentos (Mitzvot) na Torá.
E as dez palavras e todos os mandamentos na Torá dependem estritamente de duas raízes que são:

*1° Escuta ó Israel Adonay é nosso D-us e Adonay é Um. Amarás a Adonay seu D-us de todo seu coração de toda sua alma e de toda sua força.

*2° E amaras ao teu próximo como a ti mesmo. Trate as pessoas como você gostaria de ser tratado (Mateus 7:12 – Lucas 10:26-26).

 “Enquanto os primeiros cinco Mandamentos mencionam o Nome de D-us, este é omitido dos cinco últimos. D'us disse: "Que Meu Nome não seja associado a assassinos, adúlteros, ladrões, testemunhas falsas e pessoas invejosas e cobiçosas.”
Interessante notar que os Sábios Judeus da antiguidade, isto é muito antes da ‘era da Mishná’  ensinaram que os dez “mandamentos” não foram dados como sendo cinco em uma tabua de pedra e os outros 5 em outra tabua de pedra, mas sim os dez escritos nas duas tabuas de pedra.

Significando um contrato como nós temos nos dias de hoje onde ambas as partes tem a sua copia do contrato.

A Torá foi dada aos filhos de Israel no deserto, num lugar amplo e aberto, que não pertence a nenhuma nação, de modo que qualquer um que desejasse aceitar a Torá e seus ensinamentos e mandamentos (Mitzvot) possa fazê-lo livremente.

De acordo com um antigo Midrash rabínico as tabuas de pedra eram de Safira Azul escritas pelo “dedo de D-us” (êxodo 31:18). E segundo os rabinos no Talmud afirmam que ambos as lados das tabuas de pedra eram idênticos (Talmud trad. Shabat 104ª).

Uma antiga tradição judaica ensina que as letras hebraicas usadas nas primeiras tabuas de pedra eram o ‘ketav ashurit’ (As letras hebraicas usadas nos dias de hoje deste Esdras) já as segundas tabuas feitas após Moises quebrar as primeiras por causa do pecado do bezerro de ouro, foram escritas em ‘ketav ivri’ ( antiga letra hebraica que durou ate Esdras)

Após o pecado do bezerro de ouro Moises deve talhar as tabuas de pedra como um sinal de expiação pelo pecado do povo de Israel. E de acordo com os rabinos no Talmud D-us escreveu nas segundas tabuas de pedra o ‘ketav ivri’ (as letras hebraicas antigas) em vez do ‘ketav ashurit’ as letras divinas que mais tarde seriam restabelecidas por Esdras na reconstrução do Templo e de Jerusalém.



Foi Esdras quem restabeleceu as letras hebraicas que usamos ate os dias de hoje.

Derech aretz kadima le’Torá’
Nossos Sábios rabinos da antiguidade nos ensinaram que deve haver respeito e obrigações mutuas entre uma pessoa e seu companheiro antes de haver uma obrigação entre a pessoa e D-us. (veja Mateus 5:23-24).

Está idéia pode ter originado a concepção judaica de ‘Derech aretz kadima le’Torá’ – “o respeito precede a Torá”. Pois desde que sem nenhuma forma de fraternidade, unidade ou civilidade genuína e leis, o que eu nos resta e anarquia, anomia, desesperança, caos e etc...
Quanto mais nós adentramos nos ‘Acharit haYamin’ – ‘Fim dos Tempos’ mais o mundo entra em 
Depois houve a renovação da alianças, a Berit Hadashá, feita por Jesus na cruz, e seu sangue foi o sangue o selo desta aliança, simbolizado segundo os evangelhos pelo pão e vinho. Pão sem fermento, ázimo pois fermento no judaísmo simboliza pecado. O vinho apesar de fermentado, é questionável se foi realmente a bebida da ultima ceia, uma vez que se Jesus bebeu vinho na festa dos ázimos, teria cometido pecado. Alguns acreditam que a ceia pode ter ocorrido antes da páscoa; outros, que não foi vinho que relembra o ritual romano de Mitra onde seus seguidores bebiam o vinho simbolizando o sangue de Mitra. Como ainda não conclui meus estudos acerca deste tema, deixo a critério do leitor.

Na nova aliança, havia um grande conflito com relação a lei de Deus. Os judeus, mesmo convertidos, continuavam seguindo as leis de Moisés. Havia um grupo em especifico, que Paulo chama de seita dos da circuncisão, que queriam que os gentios seguissem todas as leis mosaicas, como os judeus, inclusive a circuncisão que era uma aliança especifica entre Deus e os descendentes de Abraão. Paulo achava por bem que os gentios não se circuncidassem e é mais ou menos isso especificamente que ele diz em Gálatas.

Os judeus, até hoje, nunca acharam certo impor a lei aos gentios. E Paulo, como judeu da época, talvez estivesse exortando o mesmo e combatia essa seita que queria até que os gentios se circuncidassem. Hoje, irônicamente, existem grupos messiânicos que fazem a circuncisão. Sabemos pela história, até por evidências na bíblia, que os apóstolos exortavam aos convertidos na fé do messias que seguissem a lei de Moisés. O que foi motivo de um cisma entre Paulo e os apóstolos. Os apóstolos, não impunham a lei, mas como estou fazendo mais ou menos aqui, eles ensinavam aos gentios o que eles podiam e não podiam fazer, por exemplo, não pode adorar imagens, é burrice! É só uma estatua de pedra. E assim por diante.

O QUE OS PASTORES DEVERIAM PREGAR
Então a lei não é para condenar ninguém, mas para mostrar o que é pecado e o que não é. Um pastor, padre ou pregador no geral deve fazer uma analisa da lei e não impor a ninguém, mas orientar seu rebanho sobre o que é bom e vai fazer bem para e o que não é. Ganham milhares em dizimo só pra meter o pau nos católicos e nos gays. Eu em três anos fazendo vídeos e estudos só ganhei pauladas e mais perguntas! Vou mostrar um pouco da lei e exemplificar:

LEIS ALIMENTARES

Todo pastor deveria recomendar ao seu rebanho a evitar comer o que Deus proibiu. A troco de que esses picaretas nunca falam nada disso? É só o gay que esta se corrompendo? É só o fumante que esta contaminando o corpo que é templo do espírito santo? Na verdade quem come um camarão, que é o que come as impurezas do mar, esta contaminando seu corpo tanto quanto um fumante.  Paulo mesmo disse que a mesma lei que diz uma coisa diz outra, não existe essa separação imaginaria como na cabeça dos pastores.

O corpo, segundo a bíblia é o templo do espírito santo Ok. Então um religioso não deve contaminar o corpo com nada OK. A bíblia diz que alguns se prostituem e profanam este templo que é o corpo OK. Certo, então porque um pastor que esta todo contaminado com alimentos que Deus chamou de impuro tem moral para julgar um que se contaminou com prostituição? Ah, Ronaldo, mas Jesus disse que todos alimentos são puros. Mais um acréscimo de Marcos! Por favor, vamos dizer só que Jesus disse mesmo!  Ah, Ronaldo, mas Deus disse que homem se deitar com homem é uma abominação!  - Deus também disse que quem come peixe com barbatanas é uma abominação também. No mesmo livro inclusive. Então você não se relaciona sexualmente com o sexo oposto e acha que é santo! Mas faz outra coisa que Deus também disse que é abominável!

Todos somos pecadores. Todo dia você viola pelo menos uma lei de Deus, mesmo sem saber. Então quem cuida ser religioso, como disse Tiago, deve refrear sua língua e parar de ficar julgando os outros. Se o homosexual  é abominável o que come estes alimentos também é. É tão imundo quanto o que esta julgando! Por isso que o judaísmo tem uma visão mais tolerante e recentemente até aceita Rabinos gays e é o único país do oriente médio a ter passeata gay é Israel, porque eles sabem que é hipócrita demais julgar ou condenar os outros sendo que você mesmo não segue toda a lei. E dificilmente ou nunca, você vai ouvir esses pastores milionários pregando sobre leis alimentícias, só sobre gays. Ganham milhões de dízimos para isso, para livrar o gado da promiscuidade e afunda-los nos alimentos impuros, leis que estão no mesmo livro, Levitico. Por isso eu os chamo de mornos, porque não são nem pecadores e nem santos, são mornos e Deus um dia vai vomitá-los de sua boca!

E antes que alguém pergunte eu sou um pecador como vocês. Eu tento seguir ao máximo os mandamentos de Deus, mas como a bíblia mesmo diz, quem diz que não tem pecado é mentiroso. Eu fumo, bebo ás vezes e saio com meus amigos. E não estou em nenhum púlpito recebendo dízimos e ofertas de ninguém Ok.

AS LEIS CERIMONIAIS

Muitas leis de Moisés giravam em torno do templo e da época. Jesus mesmo foi circuncidado no templo ao oitavo dia. Portanto com a queda do templo não tem como se cumprir tais leis. Os animais oferecidos em holocaustos e olha só que interessante, os dízimos, eram levados ao templo. Os dízimos que eram grãos, animais e alimentos em geral, eram entregues ao levita que levavam ao templo. Se você dizima hoje, você esta completamente errado. Primeiro que você dizima dinheiro. Ah, mas os judeus também dizima dinheiro hoje! – dizem! Mas os judeus vivem sob toda a lei até hoje, você não! Segundo que você entrega seu dizimo a um pastor, seu pastor não é levita, ele não pertence a tribo de Levi e em hebreus que citam tanto, diz que não existe mais o sacerdócio dos levitas na nova aliança, mas o de Cristo, e Cristo não exigiu e não recebeu dízimos de ninguém. Ah mas Abraão recebeu..... Abraão não era da nova aliança e nem do sacerdócio de Cristo, o novo sacerdote Eterno! OK. E terceiro que sua igreja não é o templo. Ah, mas lá agora é o novo templo! – Não é mesmo! Na época de Cristo já haviam sinagogas em todos os lugares do império e o templo sempre foi o templo! Os judeus nunca ofereceram sacrifícios nas sinagogas!

Ah, mas meu pastor é um novo levita, do novo sacerdócio.- dizem- Ok. Então seu pastor tem barba certo? Não? Mas Deus ordenou aos sacerdotes levitas deixarem a barba. Porque seu pastor se coloca na posição de levita para ganhar dez por cento de sua renda e não segue o resto descrito aos levitas? Onde diz no novo testamento que haveriam novos sacerdotes levitas só para receberem dizimos? Se o dizimo faz parte da velha lei a barba também faz! A nova aliança não prescreve nem uma coisa nem outra, ou se segue ambas ou nenhuma! E as costeletas que o sacerdote deveria ter mostrando que segue as leis de Deus? E o dizimo trienal que deveria ser entregue aos pobres sempre no terceiro ano? Seu pastor levita faz isso a cada três anos? Ele ao menos sabe que se o sacerdote ficar com o dizimo é anatema? Creio que não! Desculpa, mas como diz um ditado popular, você esta batendo cabeça pro santo errado!

LEIS MORAIS

A maior mentira desses picaretas é dizerem que seguem as leis morais da bíblia. Na cabeça deles é só ser héterosexual e esta seguindo as leis morais. Kkkkk E o divórcio que Deus proibiu os divorciados de se casarem? E o Lashon Hará, que é falar mal dos outros ou fazer calunias e difamações? Também é uma lei moral e o oitavo mandamento!! Mas isso não fazem né. O que mais se vê hoje são pastores falando mal uns dos outros, alguns até mentindo! Ué, então eles são morais por fazerem sexo com uma mulher mas não são morais para não difamarem os outros? Desculpem, mas fazer sexo não faz de ninguém moral, isto até os animais fazem, os bandidos, os estupradores etc.... Fora a difamção que fazem com as outras religiões, cometem um lashom hará danado! E eles ao menos pregam isso aos fiéis, sobre difamação e falar mal dos outros que até Tiago mencionou no novo testamento? Ah não, esqueci, a lei foi abolida!



LEIS FESTIVAS

Quem mudou as festas prescritas por Deus na lei? Jesus ?Paulo? Ou foi Roma cumprindo uma profecia que dizia que a besta, quarto reino da terra mudaria os tempos (festas) e a lei? Seguem as mesmas datas pagãs que a igreja cristianizou. Natal, carnaval, semana santa etc....E a páscoa, além de não coincidir com a data determinada por Deus, ainda tem a mesma celebração da rainha dos céus EOSTRE, deusa da fertilidade com muitos ovos de chocolate e coelhinhos. É ridículo ver uma igreja decorada com isso e metendo o pau na outra. Sabiam que Deus proibiu colocar uma árvore junto ao altar? Não, isso não sabem, só sabem pedir dízimos e engordar! São uns cães gulosos e nunca se fartam!


Por ora eu termino o texto aqui que já esta demasiado grande e não daria para colocar toda a lei mastigadinha. Façam o seguinte: Cada vez que você ler uma lei, leia a introdução o que diz. Se ela começar assim: “Assim diz o Senhor aos filhos de Israel” é para os filhos de Israel. Se você segue ou deseja seguir, leia e estude o contexto daquele mandamento. Ah, Ronaldo , mas eu não sou gay e não quero seguir o resto de leviticos. Ok, então não use a lei pra criticar os outros. Ah Ronaldo, mas eu acho que comer carne de porco pode e adorar imagens não pode.  Não é o que você acha é o que diz. Uma mesma lei que diz uma coisa, diz outra. De tanto achar a igreja esta dividida em várias igrejinhas de esquina. È obedecer o que Deus prescreveu, não o que você acha que deve obedecer, para isso deve-se o contexto de cada mandamento individualmente. Vou exemplificar na próxima postagem sobre o porque de certos mandamentos e sua utilidade prática

O  ERRO DOS ADVENTISTAS E JUDEUS MESSIÂNICOS

Algumas denominações religiosas, como os adventistas e os que se intitulam judeus messiânicos, cometem o equivoco de quererem seguir toda a lei, como nos tempos de Moisés, coisa que nem o judaísmo tradicional faz, e acho importante esclarecer para vocês.. Inclusive as leis de aliança, onde se você não faz parte da aliança, não é um mandamento para você. Mas o que eu observo são dois detalhes. Primeiro que a palavra “Eterno” que eles usam para dizer que os mandamentos são eternos, não significa para sempre no contexto bíblico. Já expliquei isso no estudo sobre a palavra inferno nas escrituras, onde Deus destruiu Sodoma com um fogo “eterno” e Sodoma não esta queimando até hoje. Portanto, eterno apenas significa um longo período de tempo.  Não para sempre.

Segundo que a lei sempre teve mudanças de acordo com a época. Note que Jesus disse aos fariseus que Moisés lhes deu carta de divórcio, e que não era assim no principio, mostrando que em algum momento, houve mudança na lei. Note que na época dos reis a poligamia e o apedrejamento eram praticados, já na época de Jesus não, exceto em alguns casos. Por isso Deus instituiu juízes e deu a eles autoridade para julgarem casos individualmente. Nos dias de hoje por exemplo, já não haveria uma necessidade prática de se usar véu ou deixar a barba. Isto é o que eu chamo de leis temporais que foram dadas em uma determinada época devido a necessidade da época e para o povo da época. Hoje se alguém quisesse por exemplo, quiser proibir o Russos de beberem, levaria todos eles a morte, uma vez que o álcool lá não é um vicio, mas uma forma de sobrevivência para que o sangue não congele nas veias durante os invernos rigorosos. Por isso, deve se analisar cada lei individualmente e o contexto em que se esta.

Jesus disse que nem um jota ou til cairia da lei até que os céus e a terra passassem. Os céus e terra já passaram no primeiro século. Essa expressão é uma expressão genérica e comum nas escrituras, vide estudos sobre o apocalipse, portanto, é obvio que houve mudanças pós o primeiro século. Senão ainda haveriam sacrifícios e holocaustos. Por isso deve-se contextualizar cada lei, antes de querer seguir ver se é um mandamento para você, para sua aliança, se vai afetar sua vida e seu bem-estar espiritual, e se ainda esta em vigor ainda.

Nas postagens seguintes fiz uma analise sobre algumas leis e seus propósitos e assim cada um poderá discernir se deve seguir ou não cada mandamento especifico. Só lembrando, todo mandamento é acessível ao gentio mas nenhum obrigatório! 


Você pode não seguir a lei por ser gentio, e nem será condenado por isso, mas dizer que ela foi abolida é um desconhecimento enorme do que diz a escritura!

Quando der eu continuo a discorrer este tema! Um abraço a todos e analisem bem com muito carinho tudo que foi escrito aqui. Quem gostou, pode compartilhar, contanto que se cite fonte e autor. Os versículos não analisados neste texto, podem postar nos comentários que eu analiso quando puder.Com carinho, Ronaldo




Paz a todos!
FINA

17 comentários:

  1. Ronaldo, a pouco tempo tenho conhecido o seu blog e tenho obtido muitas informações aqui, informações importante que estão me transformando em um verdadeiro Cristão, muito obrigado pela dedicação e por compartilhar tanto conhecimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado irmão! e tudo que eu faço esta tudo disponibilizado aqui em meu blog gratuitamente! Vocês podem ajudar dando pelo menos um gostei na postagem, é uma forma de eu saber como as pessoas estão recebendo as informações que estou transmitindo. abraços!

      Excluir
  2. Babilonia e um virus no sistema religioso mas o Eterno vem descontaminando aqueles que buscam a Sua verdade ou srja a Sua Torah Sua lei. Parabens irmao por estar alertando as pessoas q como eu estive cega por muitos anos. Shalom.

    ResponderExcluir
  3. Ronaldo, fico muito feliz por ver que voltou a fazer os seus estudos e a disponibilizar no seu blog.
    Obrigado pelo seu trabalho que a muitos esclarece e ajuda.
    Que Deus o abençoe!

    Maria do Rosário
    (Portugal)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria do Rosario! Só estou postando alguns estudos devido aos debates que tive na minha página que viraram uma guerra rss. Na verdade eu já nem falo mais muito sobre religião, mas irrita ver como muitos usam textos isolados e fora do contexto para defender teses e dizer o que nem Jesus disse! Abraços!

      Excluir
  4. Boa tarde Ronaldo!
    Espero que esteja bem e que a graça do Senhor sempre o ilumine!
    Tenho uma questão que somente a si confio resposta a ela.

    Você refere e fala muito da hipocrisia e da falsidade das transliterações e supostas conclusões hebraicas de muitos adeptos do "verdadeiro nome de Jesus e de Deus, do messianismo judaico entre outros e os desmascara com verdade.

    A minha pergunta é: conhece a Kabbalah? Que dizer dos 72 nomes de Deus sagrados? São mesmo nomes de Deus, são sagrados e poderosos como se afirma?
    Será que possuir o nome de Deus escrito em hebraico é correto, até como forma de prestar culto?
    Que diz em relação a isto?
    É que já pensei possuir essa "peça" para ter em casa como se um altar a Deus fosse.

    Muito obrigado!
    E força e luz para continuar o seu excelente trabalho!

    Cumprimentos
    Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os 72 nomes de Deus são apenas títulos que os cabalistas definiram de acordo com a Torá. Por exemplo, El Shaday (Deus poderoso) EL ELYON (Deus altissimo) Adonay (Senhor) HA SHEM (o Nome) e assim por diante. Até SHALOM é definido com nome de Deus, mas não o nome, apenas títulos.

      O nome de Deus não pode ser dito, é consideravel indizivel, e demasiadamente sagrado pelo judaísmo, por isso não deve ser utilizado em vão. O tetragrama sagrado, isto é, as quatro letras que compõem o nome divino não devem ser usadas como é comum vermos hoje nas redes sociais. Para isso os cabalistas definiram estes 72 nomes que podem ser usados em referência ao Eterno, sem profanar o nome santo.

      Não sei muito sobre cabalá, pois meu foco é mais teologia, mas o que diz a cabalá é isso. Sobre ter uma peça para culto acho desnescessário, pois os hebreus sempre incorreram em idolatria quando utilizaram certos adornos, por isso é bom evitar!

      Abraços! Fique com Deus!

      Excluir
  5. Boa noite Ronaldo!

    Muito obrigado pelo carinho, paciência, cuidado que tem ao me responder!
    Nem imagina o quanto me ajuda nos seus estudos e ensinamentos!

    Só lhe vou perguntar uma última pergunta, em relação precisamente à Kabbalah.
    Como sabe Ronaldo, diz-se que a Kabbalah é os ensinamentos ocultos ou verdadeiros, a compreensão verdadeira da biblia, que foi transmitida por Deus aos rabinos mais capacitados de tais ensinamentos.

    Como voce faz estudos profundos e reveladores da verdade acerca da biblia, e até mesmo dos ensinamentos de Jesus, pergunto-lhe, que devemos achar destes ensinamentos da Kabbalah? São verdadeiros ou sinceros? Que acha de isso tudo? De que forma esses ensinamentos nos podem ajudar?

    Agradeço-lhe de coração e sinceramente por toda a ajuda e sabedoria que transmite!
    Obrigado Ronaldo, Deus o abençoe!

    Tudo de bom,
    Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha opinião pessoal, a Kabaláh é um esudo mais profundo e mistico da Torá e não deve ser estudado por pessoas comuns, pois seria como ir para a faculdade sem ter tido o ensino básico. Os judeus, na verdade não ensinam Kabaláh, e o que se ve na midia são pseudo kabalistas, como o da Madona. A Kabaláh mesmo que eu saiba, exige o conhecimento do idioma hebraico, pois é no idioma original que eles baseam muia coisa, sendo impossivel em traduções.

      Eu escrevo kabaláh acentuado porque é a pronuncia, mas eu vejo que quase todos falam Kabalah. rs Pesquise primeiro sobre o que é kabaláh e em alguns sites judeus e veja se será util para você, mas creio que essas exigências são nescessárias.

      Abraços! Tudo de bom!

      Excluir
  6. Irmão Ronaldo, gosto muito das suas postagens mas creio que vc cometeu um grande equívoco, quando disse: "o dia em que Deus descansou segundo a tradição judaica, e que já era guardado antes mesmo de Moisés. O talmud chega a dizer que o gentio que guarda o sábado esta em pecado. Ou seja, não é universal."

    Em primeiro lugar não é o dia que Deus descansou "segundo a tradição judaica" mas segundo a própria palavra do Eterno em sua Torah.

    Depois vc diz que "o talmud chega a dizer que o gentio que guarda o sábado esta em pecado." como se confiasse no talmud, mas logo em seguida vc diz: "Porque não existe exatamente um decálogo na escirutra, isso é definição humana, rabinica! (ou seja talmúdica).

    Vc não não consegue perceber uma grande incoerência no que vc falou. Ora vc usa o talmud para sustentar seu argumento, ora vc desconsidera o talmud para sustentar seu argumento.

    Veja quando vc diz que "O talmud chega a dizer que o gentio que guarda o sábado está em pecado". Vc não está considerando o que os profetas disseram acerca dos gentios guardarem o sábado, mas vou lhe lembrar: Isaías 50:4,5 "Porque assim diz o SENHOR a respeito dos GENTIOS, QUE GUARDAM OS MEUS SÁBADOS, E ESCOLHEM AQUILO EM QUE EU ME AGRADO, e abraçam a minha aliança: Também lhes darei na minha casa e dentro dos meus muros um lugar e um nome, melhor do que o de filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará." Em Isaías 50:6 "E aos GENTIOS, que se unirem ao SENHOR, para o servirem, e para amarem o nome do SENHOR, e para serem seus servos, TODOS OS QUE GUARDAREM O SÁBADO, NÃO O PROFANANDO"
    6 E aos filhos dos estrangeiros, que se unirem ao SENHOR, para o servirem, e para amarem o nome do SENHOR, e para serem seus servos, todos os que guardarem o sábado, não o profanando, e os que abraçarem a minha aliança," e ainda em Isaías 66:23 "E será que desde uma lua nova até à outra, e DESDE UM SÁBADO AO OUTRO, VIRÁ TODA A CARNE A ADORAR PERANTE MIM, diz o SENHOR." Portanto amado, não devemos considerar aquilo que o talmud ou qualquer um fala quando contraria a Lei ou os Profetas, por que o profeta Isaías pelo Espírito do Eterno está nos dizendo que um gentio pode sim guardar o shabat e que isso é de grande valor para Deus. "À lei e ao testemunho! (dos profetas) Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles." (Isaías 8:20)

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Você citou Isaias 56, como se fosse peo que eu entendi um mandamento pra os gentios guardarem o sábado. Vamos ver o contexto, o versículo anterior:

      "E não fale o filho do estrangeiro, que se houver unido ao Senhor (QUE HOUVER SE UNIDO AO SENHOR, ISTO É, SE CONVERTERAM), dizendo: Certamente o Senhor me separará do seu povo; nem tampouco diga o eunuco: Eis que sou uma árvore seca"
      Isaías 56:3

      "E aos filhos dos estrangeiros, que se unirem ao Senhor, para o servirem, e para amarem o nome do Senhor, e para serem seus servos, todos os que guardarem o sábado, não o profanando, e os que abraçarem a minha aliança"
      Isaías 56:6

      O contexto de Isaias 56 faa de uma conversão dos gentios, dos que se convertessem ao senhor e morassem em israel. Nunca foi destinado ao gentio, porque o texto diz: "Os que abraçaram a minha aliança", isto é, se converteram e abraçaram a aiança de Moisés.

      E só para finalizar, um gentio s quiser guardar o sábado, como eu disse no texto, para agradar ao Senhor, ou dedicar este dia para ouvar ao Senhor, pode! Não vejo nada demais. Só discordo é da obrigatoriedade que aguns grupos provomevem, como se quisessem entrar numa aiança que não fazem parte. Apenas isso!

      Abraços! Fique com DEus!

      Excluir
  7. Amado Ronaldo, quando dizes que bebes e fumas que mensagem queres transmitir?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá irmão! Eu quero transmitir a imagem de uma pessoa comum, não de um religioso, pois sou secular. Eu nunca me apresentei como pastor ou coisa do tipo e nunca usei máscara. Isso é coisa de fariseus hipócritas. Como aliás, conheço muitos, inclusive uns grandes que a lei não me permitiria mencionar, que estão na televisão se postando de santos e bebem, fumam e fazem coisas bem piores. O meu blog não é de religião é de teologia. Os que buscam homens supostamente morais e santos tem um monte por ai, e te garanto, fazendo isso e coisas bem piores.

      Eu bebo só socialmente, as vezes uma cervejinha com os amigos, no máximo uma vez a cada seis meses, nada demais. E o cigarro é vicio e estou tentando parar. Ultimamente tenho me exercitado, pois isso me tira a vontade de fumar. tem dado certo.

      Abraços! Tudo de bom!

      Excluir
  8. Oi Ronaldo!

    Você disse:"Sabemos pela história, até por evidências na bíblia, que os apóstolos exortavam aos convertidos na fé do messias que seguissem a lei de Moisés. O que foi motivo de um cisma entre Paulo e os apóstolos". Onde estão estas evidências? Eu, observando o Livro de Atos, referente ao relato do concílio de Jerusalém, percebo que alguns da Judeia queriam obrigar os gentios a guardarem a circuncisão e a Lei de Moisés. Paulo e Barnabé discutiram com eles e resolveram levar o assunto aos apóstolos em Jerusalém. Em relação a posição dos apóstolos eu percebo que eles não tinham enviado estes para obrigarem os gentios e consideravam a Lei um fardo que nem eles e nem os antepassados podiam suportar, mas criam que seriam salvos pela graça. Por isso, eu pergunto: Onde está a discordância entre os apóstolos e Paulo? Inclusive a decisão final foi realizada em meio a todos e foi decididos que guardassem algumas ordenanças que, inclusive, fazem parte da Lei. Observando as Escrituras não consigo observar o que você afirmou.
    Outra coisa, eu creio que todos nós somos irmãos e que só Cristo é Mestre e Senhor. Sendo irmãos podemos nos aconselharmos mutuamente. Contudo, não é porque tenho alguns pecados que vou aceitar e ser partícipe de pecados alheios. E muito menos aceitar um líder que é praticante de um pecado crasso. Acho que nossa mentalidade deve ser positiva em não pecar e não ser omisso e não ser conveniente de pecado próprio e conivente de pecado alheio. Agora, é preciso não ser hipócrita. Querer corrigir um friso no olho dos outros quando você tem uma trave no próprio, isto é, querer corrigir outros por erros do tamanho de um friso quando você mesmo vive praticando um pecado do tamanho de uma trave. Precisamos ter equilíbrio nestas questões para não vivermos julgando os outros o tempo todo ou, por outro lado, não apoiando o pecado. Essa é minha opinião.

    ResponderExcluir
  9. O mais Intrigante de tudo é porque Eu sei que ninguém consegue cumprir a Léi e só por isso eu vou promover o pecado? A nossa reação quando olhamos para a lei e RECONHECEMOS que não conseguimos cumpri-la, Deveria ser de choro, de humilhação e Angustia não de Promover o Pecado igual você citou os Judeus que promovem passeata gay e são mais Liberais, Foi essa hipocrisia Dos Judeus que Jesus condenava. De fato a Lei aponta pra Cristo só ele pode Nos salvar da Ira de Deus, Pois ele foi o Unico que conseguiu cumprir a Léi. mas Os Judeus olham para a lei e além de não cumprir eles Promovem o Pecado. Não da pra entender. e ainda se justificam dizendo que fazem isso porque não podem julgar. a então o Pecado ta liberado.já que Pela léi ninguém pode Julgar ninguém e ninguém consegue cumprir a lei mesmo então Não precisamos mais da Léi de Deus.(Nâo sei mas acho que esse raciocinio Nos torna 2x mais filhos do inferno do que os que não conhece a Léi.)(Mateus 23:15)

    ResponderExcluir
  10. Cara que Bagunça que você arrumou, você diz que não é certo os gentios seguirem as leis de Moises, e o correto é seguir as leis que corresponde a aliança que Deus fez com Noé, que é a mesma de (Atós 15)
    Depois você falou que os apostolos ficaram instruindo os Gentios igual você faz, mas na verdade o que o (Thiago Giglio) falou é verdade pois a decisão foi unanime, Todos estavam reunidos e decidiram que as Leis que deveriam ser guardades pelos gentios eram as que foram citadas em (atos 15), ai Depois você fala que os pastores tem que ensinar a Lei de moises pro povo tudo de novo. Eu tenho certeza que Jesus não aboliu a Lei, a Lei e o evangelho trabalham Juntas até hoje, e de fato a Lei deve ser seguida pelos cristão pois o problema nãos estar na Lei e sim em nos que não conseguimos cumpri-la, e o PAPEL DA LEI não é o de simplesmente aponta pecado, mas também de nos GUIAR ATÉ Cristo, e nos mostrar que na verdade Todos Nos somos pecadores e merecemos a Ira de Deus. não é por causa que eu não consigo cumprir a Lei que eu vou me entregar para o pecado, O fato é que a biblia condena Todos os homens é igual paulo fala todos pecaram, mas graças a Deus Que Nós Deu uma justiça sem Obras minhas, mas Obras de Cristo para todo aquele que crê.
    E sobre as leis de alimentos Tiago não cita CARNES DE ANIMAIS IMPUROS somente sangue , Carnes sufocadas, e etc.

    ResponderExcluir
  11. Ronaldo, que lambança!voce contrasta homosexualismo com comida?E ainda diz que Marcos, cap.7, vers.19 foi acréscimo?Rm,cap.10,vers.9 e 1Co, cap.6, vers,10, fala de pecados e dentre eles o homosexualismo!não li em nemhuma epístola o pecado de injestão de alimentos,(salvo se for por glutonaria) só na velha alinça!O qual Jesus aboliu em forma de ordenança!isso quer dizer que para Deus as leis são aquelas, porém para os redimidos esta lei está no coração, se o crente pecar, e se arrepender verdadeiramente e pedir perdão, será perdoado por Deus!

    Abraços


    Roberto Nogueira
    nogueirapi@hotmail.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...